Em boletim extraordinário divulgado esta semana via lista de transmissão no WhatsApp, a Diretoria da SBMN detalhou como se deu a articulação com a ANAC frente a cancelamento de voos e problemas logísticos na distribuição de radiofármacos em território nacional. Em resposta ao ofício enviado à ANAC, o órgão esclareceu que há expressiva redução de voos em razão da necessidade de contenção do avanço da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Neste cenário, foi criado uma iniciativa chamada “Malha Aérea Essencial”, que visa organizar o número de voos diários em todos os Estados e Distrito Federal, tendo havido redução de mais de 90% das viagens originalmente previstas.

Frente a este cenário, a SBMN informou aos sócios que faz contato diretamente com o Centro de Coordenação de Operações do Comitê de Crise do COVID-19, do qual a ANAC faz parte, solicitando prioridade de avaliação da necessidade de voos da Medicina Nuclear no País. Além disto, enviou documento contextualizando as empresas fornecedoras de FDG-18 para que possam reavaliar a malha essencial e possam buscar adequações para garantir entregas em diversas regiões do país.

A SBMN sugere aos associados que, paralelamente, busquem soluções regionalizadas para melhoria das dificuldades logísticas junto a fornecedores e autoridades locais.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin