Noticias

Brasil assume a presidência da ALASBIMN

Brasil assume a presidência da ALASBIMN

Juliano Cerci entre o ex-presidente da ALASBIMN, Danfer Huapaya Garcia, e o comitê do Peru.

O Brasil estará à frente da O Brasil estará à frente da Associação Latinoamericana de Sociedades de Biologia e Medicina Nuclear até 2021. Isso porque no último sábado, o presidente da SBMN, Juliano Cerci, tomou posse da presidência da ALASBIMN, para a gestão 2020-2021.

Já empossado e em nome da Medicina Nuclear brasileira, Cerci ressaltou o momento como uma oportunidade e anunciou que o objetivo é “fazer um esforço coletivo de união da América Latina para o desenvolvimento da Medicina Nuclear na região”.

A SBMN discute internamente os encaminhamentos para receber em 2021 o Congresso latinoamericano.