Carta aberta em apoio aos institutos da Comissão Nacional de Energia Nuclear

6 nov 2017

A Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, exercendo seu papel de zelar pela prática da excelência da especialidade, vem manifestar sua preocupação e seu apoio irrestrito aos Institutos da CNEN frente às inúmeras dificuldades que os mesmos vêm enfrentando e que nos causam preocupação importante:

1. Recursos humanos: A falta de política efetiva e planejamento estratégico que permita buscar soluções para a escassez de recursos humanos para renovação de seus quadros. A necessidade de políticas resolutivas sobre a questão é premente.

2. Recursos financeiros: Urgente necessidade de adequações regulatórias de boas práticas dos institutos da CNEN (IEN, CDTN, CRCN e IPEN). Pede-se para providenciar a mais rápida liberação de recursos financeiros para tais adequações.

3. Pesquisa e desenvolvimento: É necessário dar continuidade no trabalho de desenvolvimento de novas tecnologias, na produção de radiofármacos para que a Medicina Nuclear volte a ser exercida dentro dos mais altos padrões e rigores científicos internacionais.

4. Desburocratização: Identificamos como fundamental a necessidade de maior agilidade nas inspeções de serviços de Medicina Nuclear e principalmente da liberação de insumos importados ligados à atividade da prática da Medicina Nuclear.

Só assim poderemos oferecer à população brasileira acesso a uma Medicina de qualidade e que possa abranger à maior parcela da população, ao longo de todo território nacional.

Atenciosamente,

Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear